Daniel Bryan: "Se a WWE não me permitir lutar de novo, procurarei outra empresa"

O Gerente Geral do SmackDown falou sobre não poder lutar de novo na empresa, apesar de ter uma alta médica e afirmou que, se a situação permanecer a mesma no final do contrato, ele procurará outra empresa para lutar


Daniel Bryan falou recentemente com Peter Rosenberg sobre sua situação médica atual, a frustração que ele sente ao não poder combater no ringue da WWE e sua determinação em deixar a empresa se as coisas não mudarem:

"Os médicos da WWE não me liberam porque, na opinião deles, recebi muitos golpes na cabeça. Por enquanto, continuamos na parte da conversa em que afirmam sem rodeios que não vou voltar para os ringues e continuo apresentando provas que mostram que estou bem. Na verdade, visitei alguns dos melhores neurologistas do país, incluindo aqueles no centro médico da UCLA, a quem fui na recomendação da WWE, e até me deram a luz verde para lutar de novo. O fato é que mesmo alguns médicos que a empresa me impôs demitiram-me, eles me disseram que eu posso retornar ao ringue se quiser, porque todos os testes que eles me fizeram estão bem, mas a empresa ainda não me deixa fazer isso ".

A respeito de sua posição atual como Gerente Geral da SmackDown, Bryan admite que inclui tudo o que não gosta de wrestling profissional:

 Eu amo este mundo, mas isso não significa que eu gosto de todas as suas facetas... a parte que mais odeio, é lutador viajar de um lugar para outro e não poder estar com sua família. A parte que eu amo é de poder entrar no ringue e lutar... na minha posição atual, eu tenho a parte que eu não gosto e eu não pode ainda desfrutar de que eu gosto. Eu não quero que pareça ingrato, e eu realmente aprecio o que a WWE está fazendo para mim , isto é, deixar -me manter o meu trabalho na empresa, mas eu acho que um monte de pessoas pensam que eu sou feliz, sem lutar e ainda continuam a cobrar ... e esse não é o caso.  

Em relação ao seu possível retorno ao ringue, Bryan ficou enfático e disse que 

Se um médico me testar e determinar que seria perigoso para mim lutar de novo, eu aceitaria e não o faria novamente... mas o mais difícil de tudo, é que eu tenho uma permissão médica e não tenho permissão para lutar. Isso é bastante triste. Eu entendo que a empresa está tentando me proteger, mas eu me pergunto quantos dos superstars atuais teriam resultados como os meus se eles fizessem os mesmos testes neurológicos que eu ". E concluiu: "Quando eu terminar o meu contrato, não vou continuar como Gerente Geral da SmackDown, a menos que a empresa me permita voltar ao ringue para lutar, eu estou sendo muito claro. Claro, se durante os meses restantes eu fizer testes e os resultados não são favoráveis, deixarei a ideia de lado... mas, se não for assim e continuo bem, quando terminar o meu contrato com a WWE , se eles não me permitirem voltar a luta, vou procurar outra empresa que me permita. 

Nenhum comentário

Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript!CLIQUE AQUI E CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK